Mundo | segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Revolta da Juventude do Mundo Árabe

Após a derrubada do ditador Bem Alí, da Tunísia, em 14 de janeiro de 2011, uma série de protestos populares simultâneos assolaram vários países do mundo árabe. No Egito, o presidente Hosni Mubarak, que está no poder há 30 anos, está sobre forte pressão e dissolveu todo o ministério para tentar diminuir os protestos. Líbano, Yemen, Argélia e líbia, também registraram manifestações populares. Em todos estes países uma mesma cena se repete: Jovens nas ruas lutando para alterar seus governos e sociedades.

Veja também: Especial Revoltas no Mundo Árabe