Mundo | quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Reconstrução do Haiti

Quando o presidente haitiano Jean-Bertrand Aristide foi deposto por um golpe militar em 2004, o Haiti ficou à beira de uma guerra civil. Uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas enviou ao país uma missão coordenada pelo Brasil, a “Missão das Nações Unidas para a estabilização no Haiti”, ou simplesmente Minustah. O objetivo era pacificar e desarmar grupos guerrilheiros e rebeldes evitando assim uma guerra civil. Em janeiro de 2010 o Haiti foi devastado por um terremoto que destruiu 80% das construções da capital Porto Príncipe e matou mais de 200 mil pessoas. Até hoje mais de 1,5 milhão de desabrigados vivem em acampamentos improvisados. Durante o lento processo de reconstrução do país mais pobre da América, um surto de cólera atingiu a zona rural e já fez centenas de vítimas fatais.